Tudo em Família

Começar algo novo nem sempre é fácil. E com o blog 7 em 1 não foi diferente. Acredite ou não, até chegarmos ao primeiro post foram muitos desencontros e e-mails perdidos. As coisas costumam ser ‘um pouquinho’ menos complicadas quando se está em família.  Ou seria o contrário?

Exageros à parte, digo isso porque eu, Jéssica, Amanda, Daniela, Luiza, Larissa e também a Carolina, que essa semana nos faz companhia; conhecemo-nos desde o início do curso de Jornalismo. Em outras palavras: somos todas de casa. Então, não se espante com o que vier por aí. Como diz o ditado: “Família é assim mesmo.”

E já que o assunto anda tão familiar, nada melhor do contar a história de Til, Vírgula, Cedilha… CALMA, se você está preocupado com os rumos lingüísticos da conversa, fique tranqüilo, pois estou falando de 7 pessoas muito especiais. Pessoas? É, é isso mesmo.

Bom, tudo começou com o Sr. Pedro José Barbosa de Figueiredo. Num tempo em que não existia contabilista, ‘Seu Vieira’ trabalhava como guarda-livros para grandes fazendeiros, no interior do estado Rio. Não deu outra, a proximidade com os sinais gráficos acabou ‘contaminando” toda família.

Assim, em 1917, nascia em Porciúncula, cidadezinha do noroeste fluminense, Til de Mattos Figueiredo, o primogênito de ‘Seu Vieira’ e Dona Marcolina de Mattos Figueiredo. Os demais filhos do casal foram registrados como Vírgula, Ponto, Pontoil e Cedilha.

‘Pontoil?’, deve estar se perguntando o leitor. Exatamente. O nome é formado pela junção dos nomes dos irmãos Ponto e Til. Esposa obediente, Dona Marcolina aceitou e apoiou a decisão do marido, a quem ela só travava como ‘Seu Vieira’, por ter o dobro da sua idade.

Com a morte do pai, aos 13 anos Til assumiu com a mãe a tarefa de cuidar dos irmãos caçulas Vírgula e Ponto, já que Pontoil e Cedilha morreram quase recém-nascidos. Perfeccionista, Til começou a trabalhar ainda jovem em uma oficina, onde aprendeu os ofícios de torneiro mecânico, serralheiro e bombeiro hidráulico. Algumas das peças confeccionadas por ele até hoje continuam em uso na cidade.

Além de amar o escoteirismo, Til era apaixonado por música. Na comemoração de seus 90 anos, reuniu-se com músicos para tocar um dobrado. Partiu do mundo em fevereiro desse ano, mas deixou quatro filhas.

Já a irmã Vírgula Nascimento Ferreira goza de boa saúde. Aos 90 anos, todas às tardes ela senta-se à porta de casa para conversar com as pessoas que passam na rua. Casou-se duas vezes e foi mãe de nove filhos, três deles herdados do segundo casamento.  Até pouco tempo, Vírgula ainda fazia crochê, habilidade que ensinou a muitos.

A respeito de Ponto Pacífico Figueiredo, o terceiro filho de ‘Seu Vieira’, pouco tenho a dizer: morreu cedo, viúvo e a filha de 14 anos foi criada pelos parentes da esposa.  Mas a vida tem dessas coisas: certas histórias nos deixam sem palavras.

Te espero segunda-feira.

6 thoughts on “Tudo em Família

  1. Olá! Sou neta do Sr Til e fiquei muito feliz com o texto publicado em seu blog!
    Gostaria de saber mais sobre vocês e como conseguiram localizar nossa história.
    Um grande abraço!

    PS: Tia Vírgula, infelizmente, está internada na UTI, em Itaperuna…

    • Oi Renata, tudo bem? Meu nome é Heloneida e o post foi o primeiro que publicamos no blog. Na verdade, eu sou porciunculense e conheci a história do seu tio através de minha família, que ainda reside por lá, embora eu more no Rio há quase dez anos. Quem me passou os detalhes foi a sobrinha de Dona Vírgula, que também mora na cidade, cujo nome, com o perdão da aminésia, não consigo me recordar. Quando nós começamos, éramos um grupo formado por seis jornalistas recém-formadas na PUC-Rio. Algumas colunistas saíram, outras entraram, mas continuamos firmes no projeto, que é uma forma que a gente tem de manter o contato. Fiquei felicíssima com seu comentário e lamento pelo estado de saúde de Dona Vírgula. Estimo melhoras. Volte a nos visitar sempre que puder. Um abraço.

  2. Rsrsrsrsrs. Heloneida, a sobrinha da tia Vírgula morando lá pode ser minha mãe, Terezinha ou minha tia, a Marly. Ambas moram lá.
    Tia Vírgula faleceu no final do ano passado… Agora fizemos a “reforma ortográfica familiar” completa, infelizmente…
    Mantenha contato! Meu e-mail é renatafigueriedo133@hotmail.com
    Grande abraço!

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s