Literatura: Entre amigos

por Larissa Ribas

Oi, pessoal! Hoje vamos falar sobre o livro Encontro Marcado (Ed. Record, 288 páginas, R$ 34,90), de Fernando Sabino.

Em plena década de 40, na cidade de Belo Horizonte, nos encontramos com Eduardo Marciano e seus amigos.

Filho único, Eduardo pertence a uma família de classe média. Angustiado, vive atrás de respostas para as suas perguntas. É temperamental, mimado e sem limites.

Mas, apesar de sua conduta considerada incorreta, Eduardo consegue se destacar na escrita desde cedo. É premiado em um concurso de contos na escola e ainda menino decide que será escritor.

Ao longo da narrativa, acompanhamos o crescimento de Eduardo e sua relação com os amigos.  Alguns anos se passam e chega a hora da formatura dos meninos. Na despedida, os amigos firmam um pacto: um encontro, 15 anos depois, na frente do ginásio do colégio.

Após a formatura da escola, uma nova etapa se inicia em suas vidas. Cada um segue o seu próprio caminho em busca de um encontro consigo mesmo: Mauro se torna médico; Hugo, professor; Eugênio, frei; e Eduardo consegue um emprego público em um jornal do Rio de Janeiro, graças ao seu futuro sogro, o ministro.

Isso acontece no momento em que Eduardo conhece Antonieta. Os dois se casam, mas o relacionamento não dura muito tempo, pois Eduardo permanece – junto com os amigos – vivendo de forma desregrada. Bebe. Desafia. Se arrisca. Bebe. O bar, um refúgio. FUGA DA REALIDADE. A vida se resume longe da mulher. Sua rotina?  Trabalho e Praça da Liberdade com os amigos. Antonieta opta por cuidar de sua vida e Eduardo fica estagnado, perdido nos encontros e desencontros.

Após a separação, Eduardo volta para Belo Horizonte com o objetivo de visitar a mãe e os antigos amigos. Mauro está casado e Hugo feliz com o trabalho no magistério. A cidade parece diferente. Eduardo vai ao Encontro Marcado, exatos 15 anos depois da formatura, mas ninguém comparece. Seu refúgio não está mais lá.  Volta ao Rio de Janeiro, mas ainda não encontra o que procura. Aos poucos, se afasta das pessoas e da cidade. Sai do emprego, doa seus livros, se desfaz do apartamento e persiste na tentativa de se achar.

Como podemos perceber, é sua incessante busca interior que conduz a narrativa de Sabino. Eduardo (des)constrói o seu caminho em uma eterna procura: deseja reencontrar o sentido da vida, alcançar a tão sonhada felicidade e esclarecer suas dúvidas sobre a existência de Deus.  

***

“O Encontro Marcado é a história de Sabino? Sim e não. Sim pela decisão de assumir sua vocação, não porque não se pode esquecer que ele manteve uma amizade estreita, íntima e que durou quase a vida inteira com Paulo Mendes Campos, Hélio Pellegrino e Otto Lara Rezende, formando o famoso grupo da literatura brasileira, “Os quatro mineiros do apocalipse””. * retirado de http://glamurama.uol.com.br/Materia_ns-estante-40991.aspx

 

Até quinta! =)

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s