Cinema nos Gramados

No futebol, o mais importante costuma ser o time ou um jogador individual, o craque. No cinema, isso pode ser diferente. Em Maldito Futebol Clube, o destaque é o técnico. O filme dirigido por Tom Hooper, de O Discurso do Rei, apresenta um recorte interessante  da trajetória profissional de Brian Clough (1935-2004) – considerado um dos melhores treinadores ingleses de todos os tempos. É o excelente Michael Sheen quem encarna o protagonista.

O longa é uma adaptação de The Damned Utd, romance de David Peace. Nas duas obras, a maior parte da ação se passa nos 44 dias em que Brian Clough esteve no comando do Leeds United. De 31 de julho a 12 de setembro de 1974, ele experimentou o pior momento de sua carreira. Tanto o livro quanto a versão cinematográfica apresentam flashbacks. David Peace chega a relatar episódios de quando Clough era jogador. Já o roteiro assinado por Peter Morgan, de A Rainha, se concentra apenas na vida de treinador. Tal escolha funciona bem nas telas.

Clough se tornou bastante promissor graças a seu trabalho no Derby County. Em 1969, ele tirou o modesto clube da segunda divisão inglesa. No ano de 1972, conseguiu o feito de vencer a primeira divisão. O sucesso veio em parceria com Peter Taylor, seu fiel escudeiro que sempre indicava contratações. Taylor era também uma pessoa calma. Ele preferia ficar longe dos holofotes, o oposto do amigo. Com o tempo, Clough ficou cada vez mais ambicioso e com um objetivo principal: ganhar do Leeds.

Para uma competição, é importante escolher seu adversário. No fim dos anos 60, o clube a ser batido na Inglaterra era o Leeds United, comandado por Dom Revie. O filme mostra quando Clough deixou de admirar Revie e passou a odiá-lo. Em uma partida pela Copa da Inglaterra da temporada de 67/68, o Leeds visitou o estádio de Derby e venceu por 2 a 0. Para o técnico da casa, o resultado não fora justo, pois os visitantes haviam jogado sujo. O pior foi que Revie sequer cumprimentou seu colega de profissão.

Maldito Futebol Clube trata basicamente da obsessão de Clough em superar Revie. Esse conflito se acirrou quando Revie foi chamado para treinar a seleção inglesa e Clough, já demitido do Derby, foi convidado para substituí-lo. Os jogadores e torcedores adoravam o antigo comandante. Além de lidar com essa sombra, Clough ainda teve que parar de detestar o Leeds. E ele falhou feio nessa missão.

Normalmente, o cinema explora histórias vitoriosas no esporte. Depois de ser demitido do Leeds, Brian Clough até teve bons momentos. Com o Nottingham Forest, ele foi campeão  inglês e bicampeão da então Copa dos Campeões da Europa, no fim dos anos 70. É interessante que o livro de Peace e o longa não exploram isso. É mais original focar  no fracasso.

Um dos méritos de Tom Hooper é retratar a rivalidade entre Clough e Revie. O destaque para os treinadores é tão grande que eles são o foco na maioria das sequências que mostram os jogos. Isso é evidente na primeira vitória do Derby em cima do Leeds. Hopper sequer mostra o campo. Clough acompanha a partida em uma sala fechada reagindo apenas ao som da torcida.

Em destaque, o ator Colm Meaney como Dom Revie

Michael Sheen está ótimo como Brian Clough. O ator já tem know how para interpretar papéis baseados em pessoas reais como Tony Blair em A Rainha e David Frost em Frost/Nixon. Sheen assume muito bem todos os trejeitos de um treinador de futebol midiático. Outro que faz grande sucesso é Colm Meaney, como Revie. O personagem é uma espécie de Muricy Ramalho – ao mesmo tempo rabugento e respeitado pela torcida.

Maldito Futebol Clube marca um golaço ao mostrar que o futebol extrapola os limites do estádio. Técnicos são figuras incríveis por serem amados e odiados pelos torcedores. Tom Hooper mostra isso com eficácia através de Clough e Revie. O diretor faz isso tão bem que até quem não se interessa pelo esporte pode gostar do filme. Se você ficou curioso, confira abaixo o trailer.


Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s