Meio Ambiente: Casamento a três

por Jéssica Lauritzen

O noivo, a noiva e… o verde, até que a morte os separe. Em geral, a pergunta “casar para quê?” rende respostas favoráveis ou contrárias de razões práticas e filosóficas diversas, porém, dificilmente um casal declara que resolveu juntar as escovas de dente em prol do meio ambiente. É, no mínimo, inusitado, mas esta seria uma resposta válida e interessante sob aspectos ecológicos, afinal, morar sob o mesmo teto é uma oportunidade de controlar melhor os gastos energéticos e desperdícios em geral, otimizando os recursos elétricos, por exemplo. É claro que para que isto funcione não basta apenas se casar, é preciso que os cônjuges estejam engajados na causa ambiental ou, pelo menos, não estejam totalmente despreocupados.

Já imaginou, então, realizar o grande dia dos seus sonhos (ok, nem todo mundo pensa assim – tipo eu) em grande estilo?! Entre príncipes, princesas em suntuosas festas como as do Castello de Chantilly, (que ficou famoso pelo casamento relâmpago de Ronaldo Fenômeno e Daniela Cicarelli) haverá sempre um cenário mais acessível, moderno, igualmente charmoso, delicadamente requintado e ecologicamente correto. As cerimônias ao ar livre e à luz do dia, além de reduzirem o consumo de energia, trazem o toque mágico de uma paisagem natural que promete inspiração, emoção e belas fotos.

Em algumas casas de festas, como a Lajedo (o lugar é bonito, até que deu vontade de aderir à marcha nupcial…), as vantagens se refletem também no bolso: os custos de um casamento diurno são até 20% menores que os de um evento à noite.

Desde os móveis usados na decoração até a produção dos tradicionais bem-casados – neste caso, orgânicos –, a linha “casamento sustentável” oferece uma estrutura compatível com o selo eco.

São lounges, mesas comunitárias, de doces e chás com um mobiliário próprio feito a partir de madeira de demolição; coleta seletiva dos resíduos gerados pelo evento, sendo o material orgânico levado para compostagem e, posteriormente, utilizado como adubo nos jardins. Tudo pensado de forma a causar o menor impacto possível ao ambiente e reduzir as pegadas de carbono que são liberadas na atmosfera e agravam o aquecimento global.

Entre outras sugestões e tendências sobre ecoweddings, divulgadas atualmente por consultores do ramo, temos: o envio de convites de casamento virtuais ou em papel reciclado; optar por lugares abertos e utilizar velas e tochas, se o casamento for à noite; escolher uma decoração rústica com elementos tipo palha artificial, jardins verticais com flores plantadas, móveis de bambu, além de cortes de garrafas de pet reciclado para efeitos especiais; servir um buffet orgânico ou vegetariano; e presentear os convidados com lembrancinhas de casamento originais como mudinhas de plantas da Mata Atlântica ou sacolas de ecobag personalizadas.

E não pense que é apenas nesta ocasião que você pode imprimir um tom mais ecológico à sua vida conjugal. O Greenpeace do México divulgou, em 2008, o Manual Ecossexual para você, amigo da natureza, literalmente, levar para a cama a bandeira ambiental.

“Apague as luzes e desfrute ao máximo. (…) Ser verde nunca havia sido tão erótico…” – Greenpeace

Confira aqui as dicas da ONG de como “enverdecer” este momento:

1. Apaga las luces (troque as lâmpadas pela luz de velas, agregando o clima romântico; se você é muito “visual”, faça durante o dia)

2. Frutas de la pasión… libres de OGM (consuma somente frutas afrodisíacas orgânicas, livres de transgênicos)
3. ¿Amor a toda costa? (substitua mariscos e ostras por afrodisíacos que não desequilibrem a costa marítima)
4. Amor reciclado (recicle suas caixinhas e embalagens de joguinhos e artigos do tipo)
5. Usa ecolubricantes (prefira os produtos à base de água)
6. Esclavo de la pasión, no del petróleo (abandone os artigos à base de PVC ou vinil)
7. Ahorra agua en pareja (um banho juntinho… mas rapidinho!)
8. Cama sustentable (prefira uma cama sustentável, com madeira certificada)
9. Sexo verde (a indústria de artigos eróticos já investe em produtos ecológicos)
10. Haz el amor, no la guerra (acho que este não precisa de definição)

3 thoughts on “Meio Ambiente: Casamento a três

  1. Sabia que tem também convite de casamento de papel semente? Ao invés de jogar o papel no lixo, você picota, joga na terra, plantando uma árvore. Esses bem casados orgânicos devem ser bons mas caro demaisss. Bjs, Dani

  2. Pode deixar, Gi, você estará lá, em breve kkk Tks 😉

    É verdade, Dani. Em geral, esses artigos sustentáveis não são do tipo baratinhos, mas acho que, em muitos casos, o custo benefício ainda compensa; claro que devemos “filtrar” o que pode realmente gerar resultados efetivos do que é meramente comercial/modismo ecológico. O pouco que pudermos aderir já está valendo. Obrigada pela dica!

    Beijo, girls!

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s