Literatura: Descobrindo o final do livro

Um dos meus maiores guilty pleasures literários são os romances policiais. Muita gente diz que são leitura de baixa qualidade, mal escritos e tudo o mais. Mas eu adoro! Comecei com Agatha Christie na adolescência, e, hoje em dia, já li diversos autores do gênero. Do precursor dos detetives de romance Monsieur Dupin, de Edgar Allan Poe, ao jornalista Mikael Blomkvist da trilogia Millennium, leio tudo que envolva mistérios aparentemente insolúveis e amo pôr meus neurônios para trabalhar tentando adivinhar o final do livro.

Uma das minhas autoras tradicionais favoritas no gênero continua sendo a rainha do crime, Agatha Christie. Seus mistérios são os mais eletrizantes e eu sempre engulo o livro para saber logo quem é o assassino! Ao contrário da maioria das pessoas, que prefere o belga bigodudo Hercule Poirot, eu gosto mais da Miss Marple! A velhinha detetive é tão adorável e pouco ortodoxa que acabou se tornando uma das minhas personagens favoritas de todos os tempos! Já li quase todos os que a autora escreveu (e olha que são muitos!) e ainda hoje me surpreendo durante a leitura.

Uma série de livros que não é exatamente policial mas envolve muitos mistérios e intrigas e eu adoro é a série Pretty Little Liars. Já falei um pouco sobre isso aqui no blog, mas recentemente foi lançado o sétimo volume, Impiedosas, e eu estou aflitíssima para terminar de ler. Muitas respostas já foram dadas nos primeiros seis livros, mas a autora sempre consegue surpreender o leitor com reviravoltas impensáveis. Para quem se interessar, eu fiz um vídeo sobre a série lá no canal do Cocota Nerd.

Paralelamente, ando lendo A Rainha do Castelo de Ar, último livro da trilogia Millennium. Alias, eis um Best-seller que merece o hype! A série é muito inteligente e bem-escrita, impossível adivinhar a solução para os mistérios desenvolvidos por Stieg Larsson. Lisbeth Salander, a hacker protagonista da série, virou minha personagem queridinha, e com certeza os três livros estão entre os melhores que eu já li na vida! É uma pena que o autor tenha falecido pouco depois de escrever o terceiro livro, pois a literatura está precisando de histórias inteligentes e fora do comum.

Dentre os autores nacionais, gosto muito do Luiz Alfredo Garcia-Roza! O personagem principal de seus romances, Delegado Espinosa, é um dos personagens mais inteligentes e carismáticos da literatura policial. Gosto muito porque praticamente todos os livros são ambientados na zona sul do Rio de Janeiro, pois Espinosa mora em Copacabana, e é delicioso ver lugares reais, onde eu passo todos os dias, serem retratados na história. Outra coisa legal é que a maioria dos títulos tem o final meio em aberto, o que deixa margem para muitas interpretações do leitor. Preciso muito fazer uma resenha completa de todos os livros do autor.

Esses são os que mais chamaram a atenção, mas existe muita coisa boa na literatura policial, basta saber diferenciar o joio do trigo. Para quem gosta de decifrar enigmas não tem coisa melhor. =)

E você, curte romances policiais? Quais são seus autores favoritos? Conta para mim nos comentários!

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s