Por Isso a gente acabou – Entrevista com Maira Kalman

Daniel Handler não gosta de histórias felizes. Se não bastasse o título do livro, “Por Isso a gente acabou”, um adesivo na capa avisa: “Daniel Handler é Lemony Snicket, o autor de ‘Desventuras em Série’”. Para quem não conhece, a série conta a história de três irmãos que ficam órfãos e vivem uma série de infortúnios.

“Por Isso a gente acabou” não é muito diferente. Não espere uma reviravolta e um final feliz. O livro é uma longa carta escrita por Minerva ‘Min’ Green para o ex-namorado, Ed Slaterton. É a típica história de uma menina geek que se apaixona pelo menino mais popular da escola.

A diferença é a forma como é contada. Sabemos de que forma a história vai terminar logo no início. Além disso, a narrativa é bem rápida, típica de adolescentes. Para os que não gostam de muito diálogo, o livro tem até demais. Em alguns momentos fica difícil acompanhar. Min tem uma forma bem peculiar de narrar, principalmente porque adora cinema e acaba fazendo muitas referências a filmes e artistas (todos fictícios, infelizmente). Mas me identifiquei muito com ela, e aqui está o motivo:

“Eu não sou das artes como diz todo mundo que não me conhece, eu não pinto, eu não desenho, eu não toco nada, eu não canto. Eu não atuo, eu queria dizer tudo isso, eu não escrevo poemas. Não sei dançar exceto quando fico tontinha nas festas. Eu não sou atlética, eu não sou gótica nem animadora de torcida, não sou tesoureira nem cocapitã. […] Eu não sou nada, foi isso que percebi chorando com o Al”.

Mas o que torna o livro especial são as ilustrações. Assim como em “Desventuras em série”, Handler se uniu a um artista de peso. Ao longo da carta, Min lista todos os objetos que colecionou durante o namoro, e explica o motivo para que tudo tenha acabado. Podemos ver cada um desses itens através das ilustrações de Maira Kalman. São ingressos de cinema, tampas de garrafa, caixinha de fósforo. Todos esses objetos insignificantes que colecionamos ao longo de um relacionamento.

Como gostamos tanto do formato do livro e, principalmente, da importância que as ilustrações dão à narrativa, decidimos tentar uma entrevista com Maira Kalman. Para a nossa surpresa e alegria, ela foi muito gentil de responder nossas perguntas. Confiram o bate-papo:

7em1: Como você se tornou ilustradora?

Maira Kalman: Eu era escritora e deixei de gostar do que escrevia. Achei que poderia ser mais divertido desenhar.

7em1: Como foi o processo de criação de “Por Isso a gente acabou”? Daniel Handler deu instruções específicas sobre as ilustrações?

Maira Kalman: Ele queria que eu escolhesse objetos que eu quisesse desenhar. Então ele veio até o meu estúdio e eu mostrei-lhe vários objetos. Ele começou a pensar numa caixa que tivesse todos eles e a história surgiu daí.

7em1: Você também ilstrou o livro “13 words” com Daniel Handler. Como começou essa parceria?

Maira Kalman: Ele me levou para jantar e comemos um frango delicioso. Daí ele me mostrou o manuscrito e eu disse SIM.

7em1: Qual é a diferença entre ilustrar livros infantis e adultos?

Maira Kalman: Não tem muita diferença. Eu espero que ambos sejam inteligentes e idiotas ao mesmo tempo. Mas com crianças você pode ser um pouco mais boba.

7em1: Existe algum livro já escrito que você adoraria ilustrar?

Maira Kalman: Sim e eu vou ilustrá-lo. A Autobiografia de Alice B. Toklas.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s