The Walkmen: Heaven

A banda e todos os filhos

The Walkmen faz parte da boa safra de bandas americanas na ativa, das quais posso incluir Fleet Foxes, The National e Bon Iver. Com uma carreira de mais de 10 anos, eles lançaram o álbum mais maduro da carreira, Heaven, em maio. Hamilton Leithauser (vocalista), Paul Maroon (guitarra/piano), Peter Bauer (baixo/ órgão), Walter Martin (órgão/baixo) e Matt Barrick (bateria) deixaram a raiva e impaciência da juventude para trás e assumiram sua maioridade num álbum apurado e delicioso de ouvir.

Na música que abre o CD, We Can’t Be Beat, e em Jerry Jr.’s Tune ouvimos Robin Pecknold, vocalista do Fleet Foxes, cantarolando no fundo. Mas foi em Southern Heart que eu identifiquei mais semelhanças com a banda de Pecknold. A influência pode ter vindo de Phil Ek, produtor do sétimo álbum do The Walkmen e parceiro de longa data do Fleet Foxes. O mundo da música é pequeno.

Os primeiros segundos de The Witch fazem lembrar o The Black Keys em início de carreira, outra banda da qual são amigos (e que adoro!), mas logo se torna um hino digno de U2. Um U2 que ainda sabia fazer hinos, vale ressaltar.

A música que dá nome ao disco, Heaven, resume bem a atmosfera do álbum e o momento da banda. É uma música sobre a amizade, sobre expectativas para os filhos, sobre família. Não por acaso, as fotos de divulgação do álbum, e que também ilustram o encarte, são dessa “família” formada pela banda, agora que todos são casados e têm filhos. Esse discurso da maturidade é um tema recorrente em outras músicas, que discutem o peso da responsabilidade, a realização de que a paixão é fugaz e o reconhecimento da importância da lealdade.

Hamilton Leithauser & família

Em Song for Leigh, a música mais feliz e fofa do álbum (uma canção de ninar para a filha do vocalista), é preciso um esforço para se convencer de que não é o Kelly Jones, do Stereophonics, cantando. Quem conhece os britânicos vai reconhecer as semelhanças com Have a Nice Day. Heartbreaker tem potencial para virar hit. Line by Line, com sua guitarra marcante e minimalista, é, para mim, a música mais bonita do álbum. The Love You Love é a música que remete mais aos álbuns anteriores, com uma certa exaltação juvenil.

One thought on “The Walkmen: Heaven

  1. Pingback: Os 10 melhores álbuns internacionais de 2012 « 7 em 1

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s