Lena Dunham e o livro que vale US$3.7 milhões

lena_dunham

Ao escrever um livro, os escritores costumam receber um valor adiantado, valor este com o qual a editora compra os direitos de reprodução. Mais tarde, o autor recebe parte dos royalties. Esse primeiro valor varia de acordo com o número de cópias que o editor acredita que vai vender e, portanto, quanto ele acha que irá lucrar com o livro. J.K.Rowling recebeu meros $4.000 por sua história sobre um jovem que descobre ser bruxo. Stephanie Mayer, por sua vez, embolsou uma quantia bem mais alta pelo primeiro livro da Saga Crepúsculo: $750,000.

Not That Kind of Girl - Lena Dunham

Achou muito? Pois elas acabaram de ser ultrapassadas por uma nova iorquina de 26 anos. Apesar de jovem, Lena Dunham é a it girl de 2012. Seu seriado na HBO, Girls, criado, escrito e dirigido por ela, arrebatou crítica, público e 5 nomeações ao Emmy – onde Dunham foi nomeada nas categorias Melhor Atriz, Diretora e Roteirista (!). Seu primeiro livro, Not That Kind of Girl, foi comprado por nada menos que 3.7 milhões de dólares pela Random House, uma das principais editoras de língua inglesa. No início da semana, o projeto apresentado por Dunham para a Random House vazou na Internet. Apesar de não passar de um rascunho de livro, já é possível ter uma noção do que esperar.

A imprensa a chama de precoce, e com motivos. Sua narrativa pode ainda não ter atingido o nível de refinamento da de Woody Allen, mas ela é uma candidata a ocupar o seu posto. Quem já viu Girls sabe que Dunham não tem medo de se expor. Suas experiências amorosas e profissionais são narradas sem pudor e com muita ironia. Ela sabe contar situações rotineiras com sarcasmo e humor. Em Nova York, a cidade ocupa a posição de um personagem. Quando no exterior, Lena sabe expor o choque de culturas de forma inteligente, assim como seu conterrâneo.

O livro tem um tom um pouco de auto-ajuda, o que pode ser irritante, mas estão lá as situações típicas de quem descobre o mundo com seus vinte e poucos anos. A relação com a mãe, as viagens para o exterior, sexo, drogas e a luta com a balança. Tudo ganha destaque para essa nova iorquina que nada “glamuriza”. É uma continuação do que já vemos no seriado, onde, mais uma vez, Dunham desconstrói a ideia de uma vida Sex and the City e expõe o que é ser jovem na cidade grande.

Agora, vale US$3.7 milhões? Nah…

Amanda - assinatura PNG

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s