Oblivion: uma ficção apocalíptica

obliii

Ah, a natureza humana… o eterno problema da ficção-científica. Os melhores exemplares do gênero são os que usam efeitos visuais, narrativas intrincadas e imagens fantásticas para, no fundo, contar algo sobre nós, a humanidade. Oblivion não chega lá realmente, mas é interessante e mantém o espectador entretido.

A trama se passa em 2077, quando a Terra foi devastada por uma guerra entre humanos e alienígenas. O planeta ficou desértico, com apenas algumas pouquíssimas áreas de vegetação. Jack Harper (interpretado por Tom Cruise) é um dos operários encarregados de manter funcionando as estações de evaporação de água, que fornecem energia, e de consertar os drones, unidades de combate capazes de encontrar os “saqueadores” na superfície. Victoria (Andrea Riseborough) é a sua parceira e amante. Ambos vivem numa casa acima das nuvens.Cena de OBLIVION

Porém, Harper começa a ter sonhos estranhos envolvendo uma mulher. Essa mulher é Julia (Olga Kurylenko), a quem ele resgata, para sua surpresa, durante uma missão. Ao encontra-la, o protagonista passa a questionar a próprio natureza e o trabalho que realiza. Logo, o destino do que restou da humanidade estará em suas mãos.

O diretor Joseph Kosinski é obviamente um entusiasta do gênero, como ficou demonstrado  no longa anterior, Tron: O Legado (2011). É um cineasta-fã, e suas influências são facilmente percebidas ao longo da projeção. Há toques da animação Wall-E (2008) – afinal, o protagonista também tem um lugarzinho onde acumula objetos antigos do mundo destruído e chega a oferecer uma “plantinha” à sua namorada, que lembra bastante a robô EVA. Há também referências a Planeta dos Macacos (1968), com a “zona radioativa”; a 2001: Uma Odisseia no Espaço (1968), a Lunar (2009) e aos filmes de James Cameron. Vale a pena mencionar ainda que Oblivion nasceu de uma história em quadrinhos concebida pelo cineasta.

Efeitos em OBLIVIONTrata-se de um filme no qual todos os aspectos técnicos são excepcionais. O design do filme divide-se em dois ambientes: o mundo tecnológico de Jack e Victoria, branco e asséptico; e o mundo dos saqueadores, dominado por tons marrons e com uma presença menor da tecnologia. O diretor de fotografia Claudio Miranda procurou enfatizar cores frias e sem vida para retratar o universo desolado da história. O som também é importantíssimo no longa, destacando-se a excepcional trilha sonora predominantemente eletrônica, composta pela dupla M83. Como em Tron: O Legado, a trilha é responsável por grande parte da empolgação criada pelo filme.

Cruise, Andrea e Olga estão muito bem no filme, e o longa merece crédito por se concentrar num elenco reduzido e com poucos personagens. Oblivion ainda conta com pequenas participações de Melissa Leo e Morgan Freeman, que fazem o melhor com seus personagens, mesmo aparecendo pouco. No entanto, o roteiro é um pouco mais complicado do que precisava ser. A inclusão de vários elementos, como dúvidas existenciais, clones, e um flashback desajeitadamente inserido na narrativa atrapalham o filme. É como se o diretor e seus roteiristas quisessem incluir muitos elementos, e a história não comportasse tantos.

Oblivion acaba sendo uma boa sessão, apesar desses problemas. É o produto típico de uma mente cheia de ideias e fascinada pelo cinema fantástico. Kosinski claramente assistiu muita ficção-científica na sua vida, e sua paixão pelo gênero é inegável. Porém, ainda é um cineasta meio “meninão”, mais preocupado com a imagem do que com a temática ou com a profundidade de seus enredos. Seus personagens são rasos, e embora isso até faça parte da trama, essa pouca profundidade acaba limitando nosso envolvimento na história, que varia de acordo com o momento. Oblivion é muito bonito, mas lhe falta um pouco de “alma” – a mesma alma que o personagem de Cruise luta para encontrar dentro de si mesmo.

obliFicha Técnica

Título: Oblivion

Dirigido por: Joseph Kosinski

Gênero: Ficção-científica/Aventura

Ano: 2013

Nacionalidade: EUA

Avaliação: ★★★  Bom

Ivanildo - assinatura PNG

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s