Literatura: Guilty Pleasures

Olha, eu já devo ter comentado por aqui que meu gosto literário é meio pseudo-cult. Gosto muito de livros que me ensinem alguma coisa, que promovam uma reflexão, sabe? Tanto que meus livros favoritos são aqueles que vão além da fórmula “um mocinho + uma mocinha = final feliz”. Porém, como ninguém é de ferro, também tenho certos guilty pleasures literários, aqueles livros que, tecnicamente, não têm qualidade tão boa, nem tampouco são tão bem escritos, mas que são perfeitos para aqueles momentos em que queremos apenas relaxar, sem pensar em nada!

Meu maior guilty pleasure literário provavelmente é chick-lit. Ok, alguns livros, como os da Marian Keyes, vão além do “papo de mulherzinha” e abordam temas sérios, mas devo admitir que a maioria dos chick-lits é completamente água com açúcar, mas mesmo assim gosto de ler de vez em quando. Muitas vezes morro de vergonha alheia das personagens principais e reconheço que em muitos desses livros a linguagem utilizada é bem pobrinha. Mas quer coisa melhor para se ler quando o objetivo é apenas uma distração leve? 🙂

Outro guilty pleasure são os romances policiais. Existem autores e autores, e alguns livros são realmente muito inteligentes e bem-escritos (me julgue, mas para mim Agatha Christie é DIVA!) mas, vamos convir, grande parte desses romances têm a função apenas de distrair, e muitas vezes eu sequer me lembro da história algum tempo depois.

Por fim, a categoria que eu amo odiar: YA (young adult)! Veja bem, meu problema com os YAs é que eles têm um público muito específico, foram feitos para um público por volta dos vinte anos e trata de assuntos que são velhos conhecidos dos leitores desta faixa etária. Mas já cansei de ver gente com mais de trinta que só lê YA. Jamais entenderei adultos cuja autora favorita é a Meg Cabot, e olha que gosto de vários livros dela. Assim, não sou ninguém para controlar o que cada um lê, só acho que, com tanta coisa bacana sendo publicada, é desperdício ficar preso a apenas um gênero literário. Mas eu gosto e leio alguns livros young adult, e Harry Potter até hoje é uma das minhas séries favoritas da vida, falo mesmo.

Moral da história? Vou continuar amando loucamente os clássicos e os livros “sérios”(com muitas aspas) eternamente, mas meu coração é grande e tem espaço para gêneros tidos como “menores”, mas que me fazem feliz mesmo assim.

E você, tem algum guilty pleasure literário?

Anúncios

One thought on “Literatura: Guilty Pleasures

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s