Cabelos Crespos – Parte I

cabelos crespos

Inspirado pelo Bloco das Cacheadas, que estreia este ano no Carnaval de rua, do Rio de Janeiro; esta semana o 7em1 faz um especial sobre cabelos crespos. A ideia do bloco é usar o samba para homenagear as mulheres que têm horror à chapinha e escova progressiva.

Particularmente, achei a ideia louvável, pelo seguinte motivo: em minha longa trajetória até salões de beleza – relaxo os cabelos desde criança – cansei de ver mulheres tostando, literalmente, o couro cabeludo em busca do liso perfeito.

Tal agressão acontece basicamente porque a maioria das fórmulas para alisamento contém água oxigenada em sua composição, quando não formol, substância cuja livre manipulação é proibida pela Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa), sob o risco de provocar queimaduras e câncer de pele.

Entretanto, ainda hoje, o alisamento é uma das primeiras opções do sexo feminino quando se trata de cuidar dos cabelos. Agora, vamos encarar os fatos – ou os fios, como preferir: por mais que se alise, alise e volte a alisar; uma vez crespo; os cabelos nunca vão deixar de ser crespos. Por uma simples razão: dá para mudar a aparência, mas não a genética dos fios.

 Assim, fica pergunta: Então, o que fazer para que os cabelos crespos tenham um aspecto apresentável? Bom, vamos às dicas.

cabelo crespo1)      Entenda o próprio cabelo: o que faz um cabelo ser crespo é a falta de oleosidade. Devido à raiz encaracolada, ela não atinge a ponta dos fios, deixando-os opacos e quebradiços. Logo, invista em cosméticos com queratina, para amenizar o problema.

2)      Salões: Alguns deles são especializados em cabelos afro.  É o caso do Beleza Natural e o Naturales. Mas lembre-se: antes de sair por aí submetendo o cabelo a qualquer tipo de tratamento, dê um intervalo de três a seis meses ao testar uma química nova, para os fios não caírem.

lavagem de cabelos3)      Lavagem: A regra é de ouro – mesmo quando não está escovado, cabelo crespo não é a prova d’água. De novo, como a raiz é encaracolada, o ar penetra mais lentamente no couro cabeludo e o processo de secagem é mais demorado do que o dos demais tipos de cabelo. Logo, lave a cabeça, no mínimo, em dias alternados para dar tempo de as madeixas secarem. E nada de usar água quente, pois ela remove a pouca oleosidade dos fios.

4)      Produtos sem sal: vale para shampoo, condicionador ou qualquer outro produto aplicado nos cabelos. Como o sal altera o ph dos fios, sua presença deixa-os ainda mais ressecados.

5)      Creme anti-frizz: tenha sempre um desses à mão. Vento, chuva e umidade costumam deixar os fios arrepiados. Para controlá-los, aplique uma pequena quantidade de creme anti-frizz e espalhe por todo o cabelo. O resultado costuma ser imediato.

6)      Pentear/ desembaraçar o cabelo: Opte sempre por pentes com dentes mais largos, a fim de evitar arrebentar os fios. Outra sugestão é deixar para desembaraça-lo embaixo do chuveiro, após a lavagem, com auxílio de uma máscara capilar. No dia seguinte, use um “garfo” para ajeitar e tirar os “nós” dos cachos.

Garfos para cabelos

pentes com dentes largos

Heloneida - nova assinatura PNG

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s