Música: Canções em imagem

por Amanda Borges Luiza de Andrade

Na semana troca-troca, achei que seria legal combinar cinema com a editoria da Amanda. Por isso, resolvi fazer uma pequena lista com cinco dos meus clipes preferidos. Acho que todos os destaques deste post combinam muito bem com a música que lhes serviu de inspiração, mas sem ser de um jeito óbvio.

 1 – Hurt – Johnny Cash (2002)

Meu primeiro colocado também foi escolhido pela revista New Musical Express (NME) como o melhor videoclipe de todos os tempos. O diretor Mark Romanek conseguiu tal façanha sem usar efeitos especiais de última geração. A maior parte das imagens veio do material de arquivo do Johnny Cash. Assim, a grande atração é o cantor.

Embora seja originalmente da banda Nine Inch Nails, Hurt parece que foi feita sob medida para Cash. A canção, cuja letra fala de dor e perdas, é bem adequada para alguém que estava no fim da vida. O artista morreu menos de um ano depois do lançamento de American IV: The Man Comes Around, álbum que conta com a gravação de Hurt. Sua mulher, a cantora June Carter, havia falecido quatro meses antes. Por isso, a New Musical Expresse destaca que o clipe se tornou quase um epitáfio audiovisual.

 2 – Coffee & TV – Blur (1999)

Em Coffee & TV, temos uma trama bem original. O enredo traz o romance impossível entre duas caixinhas de leite. Os personagens não poderiam ser mais carismáticos. Tudo saiu da imaginação de Hammer & Tongs, pseudônimo da dupla formada pelo diretor Garth Jennings e pelo produtor Nick Goldsmith.

 3- Imitation of life – R.E.M (2001)

Garth Jennings também assina a direção de Imitation of life. Dessa vez, a criatividade de Jennings pode ser vista em um plano sequência de apenas 20 segundos. A câmera mostra uma festa ao ar livre com várias pessoas. Esse mesmo quadro é visto de formas diferentes ao longo dos quase quatro minutos de duração da música. A edição explora os vários elementos da cena, aproximando e se afastando dos detalhes.

4 – Fell in love with a girl – White Stripes (2002)

Seria difícil fazer essa lista sem mencionar o Michel Gondry. Ele já trabalhou, por exemplo, com Björk, Beck e Rolling Stones. O cineasta ainda é responsável por filmes como Brilho eterno de uma mente sem lembranças e Rebobine, por favor. Em Fell in love with a girl, Gondry utilizou bonecos de Lego para compor uma animação usando a técnica de stop motion. Houve até uma tentativa de fazer uma parceria comercial com a Lego, mas a empresa não aceitou a proposta. Saiba mais, no making of abaixo.

5 – It’s Oh So Quiet – Björk (1995)

Spike Jonze é outro nome importante para o universo dos videoclipes que também se aventurou com longas-metragens ao dirigir Quero ser John Malkovich, Adaptação e Onde vivem os monstros. Em It’s Oh So Quiet, Jonze colocou Björk para dançar. A coreografia é típica de musicais antigos com muitos bailarinos sacolejando por uma cidade cenográfica. E Björk até leva jeito para ser dançarina.

Por mais que eu adore música, não consegui abandonar completamente o cinema nesta semana. Da próxima vez, é melhor continuar com a minha editoria original mesmo. Até terça-feira!

Anúncios

5 thoughts on “Música: Canções em imagem

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s